26 abril 2017

Resenha #94 - Café sobre tela

|| || Um comentário:
Livro cedido para resenha em parceria com a autora. Todas as opiniões aqui presentes são minhas, sem alterações, na tentativa de lhes transmitir o que senti ao longo da leitura.
Catarina, uma menina de apenas doze anos, tem seu casamento arranjado com Heitor, um rapaz mais velho, e muda-se, então, para uma fazenda de cultivo de café, em Serra Vermelha. Lá, no convívio da sociedade tradicional imperial do século XIX, vai perdendo a inocência ruralista de sua infância, dando lugar a uma personalidade crítica, que apura os problemas sociais da época. Se Catarina não fosse "a menina que dormiu entre as bonecas" e se não fosse Heitor seu prometido, esta seria apenas uma história sobre um casamento arranjado, no entanto, esta é uma história sobre bonecas, pincéis, café, piano e senzala; sobre como ainda existe amor em tempos de sofrimento, liberdade em tempos de escravidão, e histórias de uma vida inteira na mais silenciosa das canções.Um romance de época sensível, no entanto, provocador, que propõe uma visão realista, mas literária, da história do Brasil.
Das coisas que uma menina de doze anos desconhece, a noite de núpcias pode ser a menos dolorosa.
"Uma última reflexão que faço sobre o café: há que ter fé nas palavras."

24 abril 2017

[Relatos de uma mãe de primeira viagem] - Dificuldades da maternidade

|| || 5 comentários:
Eu venho falando sobre essas dificuldades desde que fiquei grávida. Gerar uma vida e educar uma criança não são tarefas fáceis. Cada faze do desenvolvimento deles nos apresenta uma nova dificuldade. Nem sempre temos certeza do que estamos fazendo e com isso vem o medo e as inseguranças. 
Comigo pelo menos é assim que funciona. 
Eu me considero uma boa mãe. Sou um tanto quanto estressada, mas eu me controlo bastante no que diz respeito ao Miguel. Eu busco sempre conversar ao invés de gritar, mas acontece muitas vezes de sair uns gritos sem eu nem perceber. Num mundo ideal, nós, mães dormiríamos bem e teríamos toda a paciência do mundo. Mas no mundo real as coisas são bem diferentes. 
Miguel já tem dois anos e consigo contar nos dedos das mãos as vezes que dormi oito horar desde seu nascimento. Ainda hoje ele acorda de madrugada. Isso interrompe meu ciclo de sono, o que me deixa irritada facilmente. Odeio ser acordada. 
Falar não também é difícil. Muito difícil. São nossos filhos, gostaríamos de dar o mundo a eles, mas nem tudo o que eles querem é bom pra eles ou podemos fazer e ai vem os nãos. Miguel aprendeu falar não cedo, e é uma das palavras que ele mais fala, assim como eu. Eu me sinto mal de ter que falar tantos nãos assim, mas sei que é pro bem dele. 
Junto com a chegada dos dois anos, chegaram as birras. Nada me irrita mais do que as birras. Eu sei que faz parte, que ele está criando personalidade própria... Mas é complicado. Elas me tiram do sério mais do que qualquer outra dificuldade. Mas aprendi um truque bastante bom, embora tenha que ter muito auto-controle. Ignore a criança. Se tiver algum conhecido seu por perto, saia. Isso vai dar um recado pra criança. A birra vem com o intuito de chamar a atenção. Se ela ver que a atenção não foi conquistada dessa forma, ela para. Pelo menos funcionou comigo. 
Gente, lembrem que eu não tenho formação nenhuma pra falar disso. São as minhas opiniões com base no que eu vivo. Cada criança é diferente e tem necessidades diferentes. Assim como cada mãe é diferente e vai encontrar um modo diferente de lidar com a situação.
Eu não estou aqui pra falar mal da maternidade. Eu amo ser mãe, mesmo com todas as dificuldades. Mas acho necessários expormos o lado complicado também. A maternidade sempre foi muito romantizada. O mundo real é complicado. Nem sempre conseguimos ser 100% para nossos filhos e isso não nos torna maus. 
Você tem filhos? conte sua verdade nos comentários e vamos viver a maternidade/paternidade real, bela e cansativa.

23 abril 2017

[TAG] Dia e noite

|| || 8 comentários:
Vi essa tag muito amor no blog da Thami. Flor, desculpa a demora em responder, mas aqui está. Continue lendo para ver as perguntas e, claro, minhas respostas

Durante o dia ou a noite?
Leio sempre que me sobra um tempinho, seja dia ou noite, mas costumo ler mais durante a noite, depois que o Miguel dorme.


Indique um liro que mudou se ponto de vita sobre algo
Vários livros mudaram meu ponto de vista sobre muitas coisas. Tenebris mudou meu ponto de vista sobre o bem e o mau.


Alguma vez já derramou algum líquido em  um livro?
Eu não, mas minha irmã já tomou chuva com um livro meu. Eu te amo pequena, mas sempre vou lembrar disso.
O livro que tomou chuva, ainda deformado, mesmo depois de anos


Exitem pessoas que não gostam de ler. Isso é positivo ou negativo?
Acho que não gostar de ler não pode ser nunca algo positivo. Acho que as pessoas que não gostam de ler somente não encontraram um livro que as encantassem.


Ninguém encosta no meu livro X Eu empresto sem nenhum problema
Nem um, nem outro. Eu empresto meus livros, os que já li e somente pra quem conheço e sei que vai cuidar bem dos meus bebês.


Oficialmente autografado: Mostre sua cópia
Geralmente, meus  livros de parceria já vem com dedicatória, com exceção do O retorno de Elizabeth Torny, que a autora veio trazer em casa e assinou na minha presença  *-*


Ilustração ou não?
Sim. Adoro livros ilustrados.


Tenho muitos livros.  Verdadeiro ou falso?
Nunca se tem livros de mais, e sim prateleiras de menos.


Escolha o seu maior livro , que tenha sido uma baganha
Eu não compro nenhum livro pra mim tem quase 4 anos. Não me lembro de algum livro ter sido uma super barganha, mas já comprei vários livros por 10 reais ou menos

Convido todos a responder, em seus blogs ou aqui nos comentários. Me responda: você é do tipo que compra livro todo mês ou é mais controlado?

22 abril 2017

Autora parceira - Alice Raposo

|| || 8 comentários:
Gente... É felicidade de mais. Cada sábado que eu tenho que vir aqui apresentar um novo parceiro, sinto uma felicidade sem tamanho. Já falei diversas vezes que, para o blogueiro, são essas parcerias que nos mostram que estamos no caminho certo. A parceria de hoje é com a autora Alice Raposo.

21 abril 2017

Como ajudar as amigas blogueiras

|| || 9 comentários:
Além de ser produtora de conteúdo para blog, sou também uma leitora desse meio de informação e entretenimento. Hoje leio menos blogs do que antes, mas ainda tiro um tempinho do meu dia pra prestigiar outros blogueiros. Pensando nisso, pensei em compartilhar com vocês como eu sou enquanto leitora de blogs e são coisas que todos podem fazer pra ajudar os blogueiros a crescerem nesse meio tão competitivo.

19 abril 2017

Mistery Box Papel na Caixa - Abril 2017

|| || 10 comentários:
A minha felicidade em falar com vocês sobre a Papel na Caixa é enorme, como sempre. Pra celebrar a Páscoa, recebemos uma caixa recheada de carinho e delicadeza. Continue lendo pra ver os incríveis produtos.

17 abril 2017

Resenha #93 - A cruz de Zeta

|| || 4 comentários:
Livro cedido para resenha em parceria com a autora. Todas as opiniões aqui presentes são minhas, sem alterações, na tentativa de lhes transmitir o que senti ao longo da leitura.
Júlia, uma jovem de 17 anos, moradora da cidade do Rio de Janeiro, conhece um misterioso jovem chamado Marcos e apaixona-se por ele. O que ela nem imagina é que o rapaz é um alienígena. É do tipo nórdico: alto, loiro e de olhos azuis. Vive na Terra como um humano. Seu objetivo é cuidar de Júlia e protegê-la contra outro grupo de alienígenas: os reptilianos. Saulo é um tipo rebelde e irônico que gosta de se vestir no estilo gótico e, em princípio, persegue Júlia o tempo todo. Mas, por quê? O que ele quer com ela? Uma guerra pode começar a qualquer momento pela sobrevivência de duas espécies diferentes: os nórdicos e os reptilianos. E, para azar dos humanos, o planeta Terra será seu campo de batalha, pois ambos cobiçam seus recursos minerais e vegetais. Em meio a tudo isso, Júlia descobre que seu passado não é bem o que ela imagina, e agora não sabe mais o que esperar de seu futuro.

15 abril 2017

Autora parceira - Thaylane Ramos

|| || 2 comentários:

Uhul. Autora nova no blog. Quem tá feliz levanta a mão \õ/ Vem comigo conhecer mais sobre a Taylane. Todas as imagens foram enviadas pela autora, biografia e sinopses. Acho que vão curtir.

14 abril 2017

Livros para ler no outono

|| || 6 comentários:
Outono é minha estação favorita do ano. Meu filho nasceu no primeiro dia do outono, o que tornou essa estação ainda mais especial pra mim. 
Então, resolvi fazer uma listinha com livros pra ler no outono. Ou são livros que já li e acho que combinam com essa época do ano, ou são livros que eu acho que a capa tem a ver com essa estação e também quero ler no outono. Enfim. São livros que acho que combinam com a estação mais amor e com as cores mais belas de todo o ano.
Eu já fiz lista de livros para ler no inverno e para ler no verão.

12 abril 2017

Resenha #92 - Querubins - A balança do coração

|| || 8 comentários:
Livro cedido para resenha em parceria com a autora. Todas as opiniões aqui presentes são minhas, sem alterações, na tentativa de lhes transmitir o que senti ao longo da leitura.
O solo italiano sempre foi marcado pela violência de seus moradores, seja por suas batalhas ou paixões.A doce querubim Ashira é enviada à bela cidade de Florença, no coração da Itália renascentista. O lugar exala arte, beleza e romance, contudo são nos segredos mais profundos dos corações de seus moradores que ela deve adentrar, sendo enviada para a casa de seus governantes implacáveis, os Médici. Dentre os humanos que se colocam em seu caminho, estão Lucca Amato, um jovem pintor que acaba se encantando por ela, e a donzela Graziella di Médici, a herdeira temperamental para quem trabalha disfarçada de dama de companhia. Uma traição coloca seus destinos em risco e uma guerra entre coração, razão e egos sacode as muralhas da cidade das artes.Cenários estonteantes, intrigas familiares e batalhas sangrentas marcaram Florença e impactarão o leitor nesta nova inserção querubim.
Caso não tenha lido o primeiro livro, leia a resenha dele aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo