03 março 2018

Resenha #136 - Simplesmente Dan

|| ||
Livro cedido para resenha em parceria com a autora. Todas as opiniões aqui presentes são minhas, sem interferências, na tentativa de passar a vocês o que senti ao longo da leitura.
“Simplesmente Dan” conta a história de dois amigos de infância, Marina e Dan. A Mari é apaixonada pelo amigo, que é um verdadeiro pentelho. Ele arrota, solta pum na frente dela e, como se não bastasse, ainda se aproveita da sua intelectualidade. Mas o curso da vida ameaçará afastá-los, e isso mexerá ainda mais com o coração dessa garota que, mesmo tendo tudo para ser megafeliz, não consegue se imaginar vivendo longe do seu primeiro amor.Narrado por esses dois adolescentes, “Simplesmente Dan” nos fará mergulhar numa divertida trama que certamente despertará risos e intensas emoções.Colégio, família e amizades; romance, comédia e traquinagens mil. Será que o cupido conseguirá ajustar essa doce e atrapalhada relação entre Marina e Dan?⁠⁠⁠⁠
Simplesmente Dan é meio uma leitura, meio uma releitura. Eu li o livro no Wattpad, mas ai a autora lançou ele físico, me enviou e a edição tá linda, eu não lembrava da história e ela disse que tinha extras, então lá fui eu toda contente ler.
Esse é o tipo de livro ótimo pra ler entre leituras, sabe? Depois de ler um livro muito denso, complicado e tals. Eu estou lendo O despertar do Paladino, e está sendo ótimo, mas segundo o próprio autor, é um livro de leitura mais lenta. Ai eu finalizei a primeira parte e estava precisando ler algo mais levinho. Vi o Dan na estante e pensei: Why not? Li super rapidinho (poderia ter sido ainda mais rápido, mas eu enrolei pra não acabar), refresquei a mente e estou pronta pra voltar pro livro mais tenso.
"Não sei mesmo o que eu via em Dan, com ceteza era algo além da beleza, porque naquela época ele mais parecia um frangote magricela com aparelho nos dentes e a velha marca dos óculos descansados sobre o nariz." Pág. 99
SD (vou abreviar) nos leva para Salvador, para dentro das vidas de Dan e Mari. Dan é um garoto bem estranho. Ele é meio nojento, popular e não tá nem ai com nada. Mari é bem nerd, toda certinha e, claro, nutre uma paixão secreta pelo melhor amigo. O destino os uniu unindo seus pais. Os pais dos garotos são amigos desde sempre, cresceram perto e ai as famílias até viajam juntas. Dan aproveita a inteligência de Mari para se safar na escola e aqui é uma relação meio que unilateral, porque o Dan não oferece nada de muito bom pra Mari. Mas enfim, quem sou eu pra julgar.
"Ah, Mari... Minha Marininha linda. A garota mais temperamental do universo, que foi meu melhor amigo por tanto tempo e que, agora, se tornava a minha Marina, e só minha." Pág. 138
A história se desenvolve bem, tem personagem muito legais e todos são bem desenvolvidos. Alguns são bem clichês, outros são surpreendentes, mas todos ajudam o todo. Eu tive um problema bem grande com a Tatá. Ela me lembrou uma guria que estudava comigo e eu não tenho muitas boas lembranças dela. Ela é como a Tatá, acha que a opinião dela é a única que vale, somente ela está certa sobre relacionamentos, inclusive os seus. Se ela foi escrita pra ser assim, okay. Todo livro tem que ter um personagem chatinho.
Eu achei muito legal a relação que a Mari tem com os pais dela. Como ela tem quinze anos, achei muito legal explorar essa relação deles, porque pode ajudar pessoas da mesma fazia etária a entenderem que não precisam odiar os pais.
O romance do livro pode ser meio clichê, mas não é tão clichê, sabe? Quando eu gosto de um livro, tenho sérios problemas em dizer o que achei dele, como podem perceber. Eu gostei sim do livro. Ele desenvolve sem pressa, mas também sem enrolação. Acho que desde o primeiro capítulo você já sabe o que vai rolar, mas o que importa é o desenrolar da história, sempre digo isso. Você vai se envolvendo e, se assim como eu já terminou os estudos, vai ficar com aquela nostalgia gostosa da escola e se ainda está na escola, vai se identificar.

Ficha Técnica...

Título Simplesmente Dan
Autora Isie Fernandes
Editora Essência Literária
162 páginas
Ano 2017
Nota: 4
Nota no Skoob: 4.5

Quote escolhida para o projeto Poteando Quotes


Dedicatória da autora querida

Nos capítulos temos ponto de vista da Mari e do Dan

Detalhe no início dos capítulos

O livro é recheado com esses desenhos fofos e simples

Toda página tem esse detalhe lindo
 


Oi


Oh eu de novo!


Concluindo: Uma leitura divertida, leve e ótima para arejar os pensamentos. Se você, assim como eu, mergulha de cabeça na história e é sensível, terá derramamento de lágrimas.

Me conta aqui se você já leu SD ou algum outro livro da Isie. Você intercala leituras mais densas com leituras mais leves ou vai em pesadão atrás de pesadão? Vamos bater um papo ;) Um beijo grande e até a próxima.



12 comentários:

  1. Oi, li esse livro em ebook e achei ele muito amorzinho, mas o físico está perfeito! Cada detalhe lindo... Adorei sua resenha e as fotos... Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está bem lindo mesmo. Os desenhos, cada detalhe ficou bem especial.
      Beijos

      Excluir
  2. Oi Lry, a edição do livro parece super fofa! Eu gosto de histórias leves, são ótimas depois de uma leitura mais densa mesmo!! E gostei da premissa!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi
      Exato. Fazer uma leitura mais leve entre livros é muito bom. Relaxa a gene e nos prepara para algo mais pesado que virá.
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Lary
    A capa desse livro é bem fofa.
    Eu amo clichés ,eu acho que a previsibilidade não tem nada ver com a qualidade do escritor .Só me incomodo quando o livro parece ser um CTRL+C e CTRL+V de outros livros .
    Amei sua resenha

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Babi
      A previsibilidade também não me incomoda. Acho que o que importa é como os personagens vão chegar no final da historia, sabe?
      Beijos

      Excluir
  4. Que amor! Ainda não tinha ouvido falar do livro nem da autora, mas sem dúvidas parece ser uma leitura muito fofinha e leve. Adorei a resenha!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi
      A Isie escreve muito bem. Os livros dela são bem fofinhos.
      Beijos

      Excluir
  5. Ai, que resenha linda! Amei tudo que você disse, as fotos que postou, os quotes que escolheu... A Tatá foi inspirada numa colega minha de faculdade, não a respeito da característica que você abordou, sobre o modo de falar, as brincadeiras e tal. Mas a gente sempre conhece alguém que se acha mais espertinho, mais experiente, né? E sobre a série, esse ano vou lançar Simplesmente Você. Ele está pronto, só precisa ser revisado.

    Obrigada por tanto carinho, minha querida. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isie
      Já estou ansiosa pela continuação. Se for tão fofo quanto o primeiro, vou adorar de mais. A Tata tem os pontos positivos dela, mas eu tenho a mania horrível de focar no pior dos personagens. Coia de leitora/escritora crítica.

      Excluir
  6. O livro parece ser tão legal, já quero ler.

    https://minha-epifania.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Se deixar o seu link clicável, eu vou retribuir seu comentário, pode ter certeza;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível.
♥ Para saber o que respondi, ative a caixa de notificações de próximos comentários.
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos de brigadeiro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo