23 fevereiro 2018

Entendendo gêneros literários - Terror e Horror

|| ||
Vamos conversar sobre terror e horror hoje? Vamos? Então vamos.

O que diz o Wikipédia?


Terror ou Horror é um gênero literário, cinematográfico ou musical, que está sempre muito ligado à fantasia e à ficção especulativa, e é criado com intuito de causar medo, aterrorizar. Também pode ser verificado na pintura, no desenho, na gravura e fotografia. A abstrata ideia de terror ou o ato de transmitir o sentimento de terror ou horror pode ser verificado em todas as formas de arte. Ao decorrer da década de 1990, até os dias de hoje, o gênero também compreende um estilo de desenvolvimento de jogos eletrônicos.

A literatura de horror é um gênero literário e é comum que as obras ligadas ao horror sejam confundidas com as de terror, pois tanto nas livrarias e bibliotecas como na mente de grande parte dos leitores e dos críticos, ficam na mesma seção. A verdade é que as duas possuem uma enorme diferença.
De fato, a Literatura de terror (encontrada em muitos dos contos de Poe) volta-se para a criação de uma atmosfera de suspense cuja explicação nada possui de sobrenatural, sendo essencialmente psicológica. É por exemplo o caso de O barril de Amontillado, do citado autor. Nada existe ali de sobrenatural: é apenas o relato da vingança de Montresor, que empareda vivo ao desafortunado Fortunato. O livro Cujo, do consagrado escritor Stephen King, traduzido no Brasil como Cão Raivoso, é a história, evidenciada pelo título, de uma família, aterrorizada por um cão da raça São-bernardo chamado Cujo, quando ele é mordido por um morcego portador de Hidrofobia.
Por seu lado, a Literatura de horror contém indissociavelmente elementos do sobrenatural, muitas vezes associados a componentes típicos, por exemplo, da ficção científica. É o caso de Frankenstein, no qual um cientista (no caso, um médico) decide criar um ser (um Novo Prometeu) unindo partes retiradas de cadáveres e usando a eletricidade como fluido vital. Mas ela também recorre ao folclore e à cultura tradicional (é o caso de Drácula e Carmilla), à religião (Aprisionado com os faraós, de Lovecraft), isto é, ao sobrenatural - ou mesmo a supostos poderes latentes no ser humano: leia-se o conto O estranho caso do Sr. Waldemar (Poe), no qual o dito Sr. Waldemar, prestes a morrer, é mesmerizado e permanece vivo enquanto dura o transe. A ideia de escapar à morte é recorrente na Literatura de horror; além do óbvio Frankenstein, temos Vento frio, de Lovecraft, cujo personagem principal, mesmo estando morto, consegue se manter vivo mediante sistema de refrigeração instalado em seu apartamento. Também de Lovecraft, existe O caso de Charles Dexter Ward, com a ideia da reencarnação premeditada.


Principais características


Um dos traços definitivos do gênero de horror é que o mesmo provoca uma resposta emocional, psicológica ou física nos leitores que faz com que os mesmos reajam com medo. Uma das citações mais famosas de Lovecraft em relação ao gênero é: "A emoção mais antiga e mais forte da humanidade é o medo, e o mais antigo e mais forte de todos os medos é o medo do desconhecido."; a primeira sentença de seu ensaio seminal, O Horror Sobrenatural na Literatura.

Alguns livros do gênero


Sete ossos e uma maldição (Acho que único terror que já li)
O iluminado
O exorcista
It: a coisa
Horror em Amityville
O fantasma de Canterville (eu tenho esse livro. Meu Deus. Que medo)
Drácula
Frankenstaine
O cemitério
Joyland
A garota corvo
Carrie a estranha
A sombra da lua
Crônicas da lua cheia








Acho que quem acompanha o blog já percebeu que eu não sou uma grande leitora desse tipo de livro, mas eu até leio de vez em quando. Eu tenho alguns livros aqui do tipo, como um livro de contos do Edgar Allan Poe que estou enrolando pra ler pro motivos de medo pra caramba.
Enfim, me conta aqui se você gosta de livros de terror e quais os seus favoritos. Um beijo enorme a todos e até a próxima. Aproveita e me conta o qual gênero quer ver aqui mês que vem.



12 comentários:

  1. Uauuuu, muito bom o post.
    Eu sabia que havia diferença entre horror e terror, mas não sabia o que era. Acho que muitos livros que li pensando que eram terror, eram horror, hahaha
    Beijos
    https://eusouumpoucodecadalivroqueli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não fazia ideia que tinha diferença. Como disse, não sou muito de ler livros mais assustadores...
      Beijos

      Excluir
  2. Não tenho hábitos de leitura de terror ou horror, mas dou preferência ao sobrenatural. Já li os clássicos Frankenstein de Mary Shelley e Drácula de Bram Stoker e gostei imenso. Boa continuação ^^,

    Miss DeBlogger

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto do sobrenatural também, mas tenho um medinho ali também. Devem ser livros incríveis.

      Excluir
  3. Oi! Tudo bom?
    Eu sou uma medrosa que adora histórias de terror. AMO Stephen King, principalmente, mestre <3 e depois de ler esse tipo de livro sempre fico acordada abraçada com um ursinho cantando umas músicas felizes UHASUHASUHUHASUHAS

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou total esse tipo de pessoa. Se eu acordo de madrugada pra ir ao banheiro, vou cantarolando coisas felizes por que sou dessas. Nunca li nada do King, mas tenho muita vontade de ler.
      Beijos

      Excluir
  4. Olha que interessante, nem imaginava que havia essa diferença entre horror/terror. Mas de qualquer forma não consigo dizer qual o meu favorito leio e gosto muito tanto de horror quanto de terror. É o tipo de livro que mais leio, só perde para literatura policial que é de longe o que eu mais gosto de ler. Já li acho que uns 80% dos livros mencionados no post e quase todos são muito bons. Mas a série Asylum por exemplo, apesar de realmente conter elementos de sobrenatural não tem absolutamente nada de assustador, pelo menos eu acho. Gosto muito de Poe e Lovecraft também, mas King é o dono do meu coração. A forma que ele escreve, desenvolve o enredo e cria os personagens é sem igual. Acho que não li nenhum livro dele que fosse ruim. As vezes tenho um certo problema com os finais que ele dá, mas acho que é implicância minha mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho muita vontade de ler King, mas nunca tive chance. Ouço tantos elogios que as expectativas são gigantes.

      Excluir
  5. Oieee,
    Também não é meus gêneros literários mais lidos, mas de acordo com a explicação eu tenho um do gênero horror que é o Anna Vestida de Sangue, já que ela mexe com fantasmas algo sobrenatural. Eu não sabia dessa diferença e gostei muito do seu post!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho um livro que gosto muito que se encaixa em horror também, mas eu nem fazia ideia.

      Excluir
  6. Oláa
    Os dois gêneros são mega parecidos, é bom ler um livro assim, não que eu tenha lido muito dos dois, mas tenho Drácula, que parei na metade, mas pretendo continuar hehe
    Adorei o post :D

    http://cantaremverso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até tento de vez em quando ler um livro com uma pegada mais assim, mas nem sempre consigo.

      Excluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Se deixar o seu link clicável, eu vou retribuir seu comentário, pode ter certeza;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível.
♥ Para saber o que respondi, ative a caixa de notificações de próximos comentários.
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos de brigadeiro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo